Congresso em Directo
.arquivos

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

Últimas notícias sobre o Congresso
.posts recentes

. Santana Lopes candidato

. Vitalino Canas acusa Mene...

. Alberto João Jardim insis...

. Consagrado líder, Menezes...

. Menezes quer nova Constit...

. Menezes elegeu mais conse...

. Alberto João Jardim criti...

. Filipe Menezes retoma reg...

. Menezes promete estabelec...

. Menezes diz que único lim...

. Menezes só elege um terço...

. Rui Rio desmente ter pres...

. Menezes não votou

. O não de Manuela Ferreira...

. Menezes diz que comissão ...

. Zita Seabra será vice de ...

. Discurso de Manuela Ferre...

. Menezes desafia Ferreira ...

. Santana abandona congress...

. PSD não deve pedir descid...

. Mota Amaral diz que é pre...

. Menezes confirma Ribau Es...

. Mendes Bota contra Ferrei...

. Menezes convida novamente...

. Ferreira Leite desaconsel...

. Descentralização de Migue...

. Mota Amaral encabeça list...

. "Um bom líder não fraccio...

. PSD/Congresso: Trabalhos ...

. Castro Almeida apresenta ...

Congresso em Directo
Sábado, 13 de Outubro de 2007
Menezes convida novamente Manuela Ferreira Leite para se manter presidente do congresso
Luís Filipe Menezes voltou hoje a convidar publicamente Manuela Ferreira Leite pata se manter como presidente da Mesa do Congresso do PSD, dada a "convergência quase total" de pontos de vista com o novo líder.


Lusa
publicado por Equipa SAPO às 20:23
link do post | comentar | favorito
|
7 comentários:
De carikato62 a 13 de Outubro de 2007 às 20:34
Fernando José Craveiro Silva Azevedo 45 anos. Divorciado, Reformado pela “C.G.A”., residente em Lousã, Rua Ernesto Melo Antunes nº 40 1º Esq. 3200-375, Lousã Vilarinho.

Reformado com “Pena de Aposentação Compulsiva” pela entidade empregadora “SMTUC”, Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra, Profissão “Motorista Agente Único” funcionário nº (778) a receber 270 euros de reforma pela Caixa Geral de Aposentação.

Em enorme dificuldade social, carência, fome, em necessidades básicas.

Vem, respeitosamente agradecer o caminho percorrido como funcionário mas a vida é uma cruz que a vamos carregando até ao Calvário, neste vale de suor e lágrimas, com a ajuda de todos e até quando Deus quiser...!

Ficarei inteiramente agradecido a todos que me possam ajudar, Câmara Municipal de Coimbra, Vereadores, Direcção, dos SMTUC, funcionários, colegas e amigos o meu mais profundo e sincero Abraço de Amizade e Agradecimento.


Lousã 8 de Outubro de 2007
Fernando José Craveiro Silva Azevedo
De abramente a 13 de Outubro de 2007 às 21:05
Vão para a estiva que é uma profissão muito dugna...
De carikato62 a 13 de Outubro de 2007 às 21:15
a estiva assim como os trabalhos básicos de Portgual estão ocupados explorados por emigrantes.
mas eu entendo-o, nem todos pertencemos ás mesma família.
és arranjador de trabalhos clandestinos?
e quando não andas na ESTIVA como vc disse é o oposto?
De carikato62 a 13 de Outubro de 2007 às 21:10
Virgem Santa mãe de Deus
Nossa Senhora de Fátima

Venho pedir-te perdão e misericórdia o fim á incompreensão, intolerância, que a nova igreja, seja para beneficio de todos, dos mais carenciados, dos que mais sofrem dos doentes, dos presos, dos idosos dos que vivem marginalizados ou excluídos da sociedade.

Venho expor-me em fé, sentimento e desejo, agradecer aos homens de Deus, que esta nova casa seja a casa da família a catedral da oração e do amor fraterno pelo nosso Pai Jesus.

Que o Pão seja a dádiva por Deus que os campos de milho, trigo e centeio sejam abençoados e as sementes sejam colocadas á terra vezes sem conta, para alimento de todos nós, pobres pecadores.

A tua bênção por todos que contigo caminham, aos que intervirem directamente nesta nova catedral da casa do Senhor Nosso Deus que em direcção á lux nos guia a Ti., com fé esperança e amor ao próximo.

A tua bênção para os peregrinos aos que compartilham do milagre da fé no mundo e em especial a todos que se encontram no santuário de Fátima, em devoção e oração que desfrutem hoje neste dia da festa em comunhão de fé e que Deus os guie em paz de retorno ás suas casas.

A tua bênção em Louvor minha Nossa Senhora de Fátima pelo Pão de cada dia, por hoje já não ser diabético, pois consegui vencer a batalha da doença alcoólica e não consumir bebidas alcoólicas há 5 anos. Obrigado pelo milagre pela tua infinita misericórdia em ter saúde, força e animo pela vida, e ter forma de complementar a minha fome, a minha carência a minha instabilidade social e que me sejam considerado e analisado o meu valor de Reformado que é de 235 Euros, valor insuficiente para ver as minhas necessidades básicas respeitadas. Na dor no sofrimento, na angustia na amargura, em oração que intercedas junto dos ministérios governamentais de Portugal, da minha boa fé, a minha necessidade em alimentar a alma em benéfico do meu corpo.

De joelhos a teus Pés, de mãos erguidas a Deus, Te peço Perdão, e Gratidão e Elevo todo o meu espírito a Ti minha Nossa Senhora de Fátima.

A Tua Bênção Mãe querida.

Fernando José (ADIC)
Lousã 13 de Outubro de 2007
De Anónimo a 15 de Outubro de 2007 às 15:20
Parabens meu caro,

Com ou sem milagres, conseguiu libertar-se dos seus males,
De carikato62 a 16 de Outubro de 2007 às 10:15
Lousã 16 de Outubro de 2007
Os meus mais respeitosos cumprimentos a toda a equipa do “Blogs” do sapo, os meus parabéns.

Mas acontece que talvez os meus comentários nada tenham directamente a ver com o tema " Menezes convida Ferreira Leite para se manter presidente do congresso", mas como exemplar politica e excelente pessoa, tem todo o direito de aceitar ou recusar.
Bem eu, sinceramente ao expor-me como uma vitima social, com 235 euros para colmatar as minhas necessidades básicas de sobrevivência, com 45 anos, reformado, divorciado, a residir na Lousã Vilarinho e após um casamento que terminou, falido e endividado, ou seja, possível (sem abrigo), pois a residência hipotecada e todos os endividamentos que tenho por suportar, mas como costumo dizer águas passadas não movem moinhos, bem até que se fosse num País com cultura e civilização diferente nunca teria sido condenado pala entidade laboral SMTUC com "Pena de Aposentação Compulsiva", e agora que me retiraram todas as cartas de condução que era a minha ferramenta de trabalho, mas acredito e respeito as politicas, e acredito que exista quem acompanhe e se interesse por estas situações sociais, que pura e simplesmente são excluídos rotulados, e descriminados socialmente até quando mais vamos que entender que o Planeta Terra foi maravilhosamente elaborado com “Cabeça Troco e Membros, claro o seu Criador.., Jesus.
Vivemos em ecossistemas, mais ou menos complexos, o que acontece aqui em Portugal não é o mesmo que num País religiosamente culturalmente diferente do nosso, apesar de cada vez mais devido á fácil deslocação de pessoas entre civilizações continentes e regiões.
Acredito que a guerra vai ter que terminar, os genocídios populacionais, até ao extermínio de povos, civilizações credos e religiões ter que forçosamente terminar devido ao aumento de capacidades bélicas que o homem tem vido através de diversas formas a adquirir colocado em risco até mesmo a habitabilidade futura do planeta terra.
Apelo á humanidade aos Políticos ao Jornalistas a todos que por razões laborais ou outras intercedem nesta difícil tarefa de continuarmos a creditar na possibilidade de existir caminhos para a paz.
Os meus agradecimentos pelo vosso interesse, pois não sei até quando conseguirei devido á frágil situação social em que me encontro, e continuar a ter meios monetários para pagamento de despesas inerentes á habitação, alimentação, linha telefone e Internet e assim continuar a ter acesso ao conhecimento a comunicação á informação.

O meu mais profundo reconhecimento de agradecimento caso me possam ajudar.

Respeitosamente,

Fernando José Craveiro Silva Azevedo.
De carikato62 a 31 de Dezembro de 2007 às 11:09
Os meus respeitosos cumprimentos,

Venho demonstrar através da presente exposição a minha solidariedade por vossa excelência, pois, vivemos passados bem recentes de falta de liberdade e respeito pelo ser humano.

Acontece que após o choque tecnológico, vimo-nos na cumplicidade da aceitação de um infindável mundo moderno do conhecimento, da aprendizagem de fazer prevalecer um Direito Humano e constitucional no aprofundamento das novas tecnologias, formaram-se técnicos especializados no mundo da virtualidade.

Hoje ou temos meios para que em bastidores sejam explorados os mais variadíssimos aspectos do mundo virtual social, politico estratégico, hoje tudo é possível, a transmissão de feixes artesianos, ondas electromagnéticas o constante avanço tecnológico a uma velocidade inimaginável onde assim, como sempre só quem tem tempo e vagar consegue acompanhar a realidade da virtualidade.

Assim as politicas é para os que elaboram desenvolvimento electrotécnico e das novas tecnologias apoiando a sociedade de investigação no plano tecnológico onde se pode adquirir enormes quantidades do que se pretende.

Acontece que essas extensões que contribuem com esse apoio seguem estratégias previamente defendidas. De variadíssimo aspecto social, idade, religião etc.

È cada vez mais imperioso aprofundarem laboratorialmente que exista atribuições universitárias para quem enquadra quadros de impressas, particulares e outros, responsáveis pelos patamares das novas tecnologias para que informação não alcance patamares que com carências de variadíssimos aspectos naveguem em sentidos pouco claros.

Assim sou humildemente, e respeitosamente a agradecer-lhe pelo seu tempo ocupado a quem como a Sr. Procurador-Geral da Republica Portuguesa e com o devido Direito, coloca questões de escutas telefónicas e (outras.) que exista um definição mais profissional cursada em universidades e defendidas em teses por catedráticos de vários contextos éticos, políticos e religiosos, para que convergem divergências contrarias á violência sectorial e no mundo e, fazer prevalecer o bom senso e a dignidade do ser humano nesta curta passagem das nossas vidas.

Respeitosamente,
Lousã 31 de Dezembro,
Fernando José Craveiro Silva Azevedo.

Tenho 45 anos, reformado, a desenvolver trabalho comunitário, após condenação de violências domésticas, isto pela 2ª condenação, pois a anterior foi devido a enviar um mensagem onde também fui condenado, acontece, que não consegui expor-me defender-me Judicialmente, pois quem sai deste casamento falido e os familiares que apoiaram o casamento, completamente destruidos, sou eu, entrou no casamento sem nada, eu aceitei, porque acreditei que não é no passado que nos alimentamos no presente, eu, sempre no mesmo emprego, ela passou por vários, todos tinham defeito,eu, só me conheceu como motorista de transportes urbanos de coimbra, tirou a carta de automóveis, roupas, pois dizia que remendo nas calças era passado, no enicio era a minha mãe e irmã que nos mobilou a habitação, nos trazia apoio alimentar, veio o filho a minha irmã foi a madrinha, nada faltou ao meu filho da família dela, desse que seria melhor e por opinião desta, os seus famíliares não conviverem nem vir a conhecer o filho até á idade de 7 anos.


Comentar post

.pesquisar
 
.tags

. todas as tags

.links
.subscrever feeds